sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Alice Vieira - trinta anos de carreira literária


É um nome que dispensa qualquer tipo de apresentação. É conhecida por jovens e menos jovens, talvez até mais por estes, que tiveram oportunidade de crescer com os seus livros e histórias. Os mais jovens parecem ter agora outras prioridades... Falamos de Alice Vieira e dos 30 anos da sua carreira literária, comemorados ontem com uma festa no Teatro S. Luís, em Lisboa. A sua actividade como escritora começou com Rosa, minha irmã Rosa, uma obra que a autora ainda recorda com um carinho especial, escrita em conjunto com os filhos quando trabalhava como jornalista e pouco tempo tinha para eles. Entretanto, os títulos foram-se acumulando e hoje é um nome incontornável (e talvez o mais consensualmente aclamado) da literatura portuguesa para crianças e jovens. Encontra-se aqui uma pequena notícia relativa ao evento. E ficam os nossos parabéns à autora.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Actividade "Desafio do mês" - Dezembro de 2009

3º ciclo e Ensino Secundário

Podemos visitar em Portalegre a Casa-Museu José Régio.
Nela se encontram objectos que pertenceram ao escritor,
entre os quais a sua colecção de esculturas de Cristo
crucificado. O número dessas esculturas somado ao ano em
que se pensa que Gil Vicente morreu dá um resultado que
corresponde a um ano em que os Jogos Olímpicos
decorreram numa certa cidade europeia. Somando à raiz
quadrada desse ano o número de países que participaram
nesses Jogos Olímpicos obtemos um determinado número.
Esse número, na tabela periódica dos elementos, é o número
atómico de um elemento da classe dos actinídeos.


1. Quantas esculturas de Cristo crucificado há na colecção de
José Régio em Portalegre?
2. Em que ano se pensa que Gil Vicente morreu?
3. Em que cidade europeia se realizaram estes Jogos
Olímpicos?
4. Quantos países estiveram nesses Jogos Olímpicos?
5. De que elemento químico se trata?

Actividade "Desafio do mês" - Dezembro de 2009

1º e 2º ciclos

A autora deste mês, Isabel Alçada, ficou famosa por escrever
livros em parceria com uma colega de trabalho que conheceu
numa escola de Lisboa. Essa escola tem o nome de um
importante escritor português.
As obras mais conhecidas destas duas autoras pertencem
todas a uma colecção. Um dos livros dessa colecção passa-se
num país africano muito conhecido pelos seus antigos
monumentos construídos na margem de um importante rio.
Para além desta famosa colecção de livros, a autora escreveu
outras obras, entre as quais uma recolha de histórias e lendas
de dois continentes do nosso planeta.

1. Como se chama a escritora que escreve obras em conjunto
com a autora do mês?
2. Em que escola se conheceram as duas autoras?
3. Como se chama a famosa colecção de livros de autoria das
duas?
4. De que país africano se trata?
5. De que dois continentes são originárias as histórias e lendas
recolhidas pela autora?

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Feira do Livro (15 a 17 de Dezembro)

Diga lá que não vem mesmo a calhar, a uma semaninha do Natal, uma feira do livro para comprar presentes sem ter de sair da escola? Ainda por cima livros, que são o que de melhor se pode dar e receber...
A feira funcionará em dois espaços diferentes: na EB1 de Alcains e no edifício-sede do Agrupamento (nas respectivas bibliotecas).
De 15 a 17 de Dezembro, venha à feira, haverá muitos livros por onde escolher e os preços têm desconto. Só não temos pagamento por Multibanco.

10 de Dezembro - Dia da Declaração Universal dos Direitos Humanos

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Autor do mês, Dezembro de 2009 - 1º e 2º ciclos

Isabel Alçada

Biografia (feita pela própria escritora, depois adaptada e aumentada)

Nasci em Lisboa no dia 29 de Maio de 1950. Fui a primeira de três irmãs. Na
nossa família havia gente de todas as idades e convivíamos constantemente.
Estudei no Liceu Francês, onde me correu sempre tudo bem. Tinha amigos,
gostava dos professores e tinha boas notas. A disciplina preferida variava.
Só tenho boas recordações de férias. Íamos para a praia de São Martinho do
Porto com tios e primos. Divertíamo-nos imenso. Em Setembro instalávamo-nos
no Cartaxo e aí tínhamos muito contacto com animais. Adorávamos meter-nos
no galinheiro e perseguir a bicharada, recolher ovos do ninho e fugir dos gansos e dos adultos...
Mais tarde a família escolheu outro poiso para férias, a Praia das Maçãs. Como era uma zona
pacata, gozávamos de grande liberdade, podíamos andar de bicicleta pelo pinhal e fazer
escaladas na serra de Sintra. Organizávamos o percurso com antecedência, de preferência cheio
de obstáculos, para tornar mais emocionante a escalada até ao Castelo dos Mouros ou ao Palácio
da Pena. Não nos esquecíamos de levar um piquenique...
À medida que fomos crescendo, o grupo ia aumentando. Surgiram os primeiros namoros, alguns
por quinze dias, outros até ao fim do Verão. E tivemos as primeiras festas com dança. Para fazer
boa figura, treinava passos de rock na garagem com as minhas irmãs e os meus pais. Quase
todos os anos fazíamos uma pequena viagem pelo país ou então a Espanha.
Além do estudo, dedicava-me à ginástica desportiva e frequentava aulas de teatro. Representei
com bastante êxito numa peça de Gil Vicente. Não foi fácil escolher que curso queria tirar
porque gostava de todas as matérias. Quando acabei o liceu, inscrevi-me na Faculdade de Letras
de Lisboa e fiz o primeiro ano de um curso de Línguas. Como não gostei, mudei para Filosofia.
Casei no dia 30 de Maio. Tinha feito dezoito anos na véspera! Continuei a estudar e comecei a
trabalhar dando explicações de Português e Filosofia.
Depois arranjei o primeiro emprego fora de casa e, como trabalhava muitas horas por dia, só
podia estudar ao fim-de-semana. Nessa altura já tinha uma filha, a Vera, felizmente muito
sossegadinha. Acabei por escolher ser professora do 2.º ciclo.
Em 1976 conheci a Ana Maria Magalhães à porta da Escola Fernando Pessoa em Lisboa.
Começámos logo a preparar aulas em conjunto para os nossos alunos e dávamo-nos muito bem,
talvez por termos tido uma infância e uma juventude semelhantes.
Entretanto, a minha vida mudou muito. Fui estudar para a América, trabalhei como professora
na Escola Superior de Educação de Lisboa, coordenei o Plano Nacional de Leitura e agora aceitei
o grande desafio de ser Ministra da Educação. Divido-me em muitas actividades mas tento
nunca prejudicar a família. Faço questão de guardar muito tempo para estar com os meus netos.

Autor do mês, Dezembro de 2009 -3º ciclo e secundário

José Régio

José Régio é o pseudónimo de José Maria dos Reis Pereira. Nasceu a 17 de
Setembro de 1901, em Vila do Conde, cidade onde viveu durante a sua infância e
adolescência e onde fez os seus estudos. Após uma estadia de dois anos no Porto,
para concluir os estudos secundários, foi para Coimbra frequentar a Faculdade de
Letras. Aí se licenciou em Filologia Românica, em 1925, defendendo uma tese em
que foi feita pela primeira vez a apologia dos poetas do Orpheu.
Cedo iniciou a sua actividade literária em jornais e revistas. É de salientar a sua
colaboração nas revistas portuenses Crisálida e A Nossa Revista e nas coimbrãs Bizâncio e
Tríptico. Foi em Coimbra que consolidou as suas qualidades literárias, não apenas pelo intenso
contacto com livros que vieram a influenciar a sua obra, mas também pelo convívio com
intelectuais que marcaram um período fecundo do século XX, tanto na criação como na crítica.
No mesmo ano em que concluiu a licenciatura publicou o seu primeiro volume de poesia,
Poemas de Deus e do Diabo, usando pela primeira vez o pseudónimo José Régio. Em Março de
1927 fundou, com João Gaspar Simões e Branquinho da Fonseca, a revista Presença, que durou
treze anos e foi considerada o órgão oficial do segundo modernismo.
Concluído o curso da Escola Normal, iniciou a carreira docente com uma breve experiência
como professor provisório no Liceu Alexandre Herculano, no Porto, até ser nomeado, em 1930,
professor efectivo do Liceu de Portalegre, cargo que exerceu até se reformar, em 1962.
Desde então viveu alternando a sua residência entre Vila do Conde e Portalegre, até que, em
1966, após doença prolongada, se instalou definitivamente em Vila do Conde. Morreu a 22 de
Dezembro de 1969, vítima de doença cardíaca. Assinala-se este mês, portanto, o quadragésimo
aniversário da sua morte.
Trabalhador incansável, partilhou sempre as tarefas docentes com múltiplas actividades. Além
da criação literária, manteve colaboração em jornais e revistas como crítico e polemista. É de
realçar o seu envolvimento político, tendo-se mantido firme e frontal nos seus ideais socialistas,
apesar do regime repressivo de então. O isolamento a que por vezes se votava para a produção
literária não o impedia de frequentar as tertúlias nem de manter contactos com os meios
literários através de cartas. Foi coleccionador empenhado de peças antigas de arte popular com
que recheou as casas de Portalegre e de Vila do Conde, actualmente abertas ao público.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Concurso "Escrita em dia" - Aluna do nosso agrupamento entre as finalistas

É com muita honra que anunciamos a toda a escola que, entre os 20 finalistas seleccionados a nível nacional pelo escritor José Luís Peixoto para o concurso "Escrita em dia", temos uma aluna do nosso agrupamento - a Cláudia Barroso do 11.º C. É agora a nossa vez de tudo fazer para que o trabalho dela venha a ser ainda mais reconhecido. A partir de hoje, os 20 textos finalistas estão disponíveis no sítio da Coca Cola Portugal. A eleição do melhor vai ser feita por votação. Vamos todos ler o seu texto e votar. É também o nome e o prestígio da nossa escola que saem reforçados.

Fica aqui o anúncio dos finalistas com as instruções para votação.
http://cocacola_escritacriativa.blogs.sapo.pt/

Boa leitura, boa escrita e obrigado a todos os que apoiarem a iniciativa.

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Há convergências (para não dizer coincidências) engraçadas. No meio de tantos contos que poderíamos ter escolhido para a fase local do Concurso Nacional de Leitura, optámos pel' "O conto dos chineses" de José Cardoso Pires, escrito em Fevereiro de 1959 e publicado pela primeira vez no volume O burro-em-pé, de 1979. Trata-se de um texto fabuloso que nos deixa ver o quanto somos todos iguais e próximos, apesar de todas as diferenças que aparentemente nos afastam e distinguem. Esta excelência do conto justifica que seja agora editado autonomamente com ilustrações de Henrique Cayatte. O lançamento deste novo título das Publicações Dom Quixote ocorre hoje, 30 de Novembro. Digamos que é uma forma de vermos reforçada, pela positiva, a nossa opção.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

George Steiner em Portugal

George Steiner está em Portugal, pois veio receber o grau de doutor honoris causa pela Universidade de Lisboa. A cerimónia teve lugar ontem e é de destacar, atendendo à importância e originalidade do pensamento e das obras deste autor. Apesar de ultimamente os seus livros revelarem um pessimismo decorrente da sensação global de crise das humanidades que se instalou na mentalidade pós-moderna e a tem vindo a corroer, o autor continua a tratar temas aliciantes e fundamentais para quem trabalha na escola e assiste à sua constante transformação. A biblioteca da Escola Secundária já dispõe do seu último livro, Os livros que não escrevi, onde o tema da escola está uma vez mais presente no artigo "Condições escolares", em que são retomadas algumas das preocupações anteriormente expostas no brilhante volume Lições dos mestres.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Mostra de livros da editora Alma Azul


Hoje e amanhã decorre no átrio do Pavilhão Administrativo da escola-sede do Agrupamento uma mostra de livros da editora Alma Azul. É uma oportunidade única para, sem ter de sair da escola (ou tendo apenas de entrar nela), conhecer as novidades editoriais e surpreender-se (muito) com os baixos preços praticados. Ler, afinal, fica barato. Um convite a não perder, só durante dois dias...

Recomendações de leitura


De acordo com o plano de trabalho da Bilioteca Escolar, as recomendações de leitura têm circulado, tendo em conta as leituras que os nosso alunos têm feito desde o início do ano lectivo. E que tal se passares pela biblioteca, requisitares um livro e depois preencheres a respectiva ficha de leitura ? Se for o caso, não te esqueças de recomendar o livro a um colega ou amigo !

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Aniversário de Herberto Helder

Hoje faz 79 anos o poeta Herberto Helder. É uma das nossas maiores e mais originais vozes poéticas de sempre e, talvez, o mais marcante dos poetas activos em Portugal. A sua dicção é inconfundível, a novidade e o assombro dos seus textos e das imagens que eles sugerem são tão grandiosos que nos deixam por vezes aquém (ou além) da força da poesia, mas nunca indiferentes. O poeta vive à margem dos circuitos e dos holofotes da fama fácil, mas a grandeza da sua poesia é um desafio para todos nós. Como homenagem fica, para aperitivo, o poema "Se houvesse degraus na terra":

Se houvesse degraus na terra e tivesse anéis o céu,
eu subiria os degraus e aos anéis me prenderia.
No céu podia tecer uma nuvem toda negra.
E que nevasse, e chovesse, e houvesse luz nas montanhas,
e à porta do meu amor o ouro se acumulasse.

Beijei uma boca vermelha e a minha boca tingiu-se,
levei um lenço à boca e o lenço fez-se vermelho.
Fui lavá-lo na ribeira e a água tornou-se rubra,
e a fímbria do mar, e o meio do mar,
e vermelhas se volveram as asas da águia
que desceu para beber,
e metade do sol e a lua inteira se tornaram vermelhas.

Maldito seja quem atirou uma maçã para o outro mundo.
Uma maçã, uma mantilha de ouro e uma espada de prata.
Correram os rapazes à procura da espada,
e as raparigas correram à procura da mantilha,
e correram, correram as crianças à procura da maçã.

Parabéns, Herberto Helder.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Bookmark Project

Já estão em viagem dos Estados Unidos para o nosso Agrupamento e deste para uma escola do país do presidente Obama, os marcadores de livros feitos por alguns dos nossos alunos, neste caso de uma turma do 5º ano. Logo que os marcadores cheguem, iremos apresentar uma reportagem fotográfica das pequenas maravilhas enviadas e recebidas.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Projecto "Livros solidários"


Aproxima-se o Natal e este é o tempo em que devemos estar particularmente despertos para os outros e para as suas necessidades, sobretudo para aquelas em que podemos dar uma ajuda. A Biblioteca Escolar propõe a todos os elementos do Agrupamento a recolha de livros infantis e juvenis usados (mas em bom estado) para que, neste Natal, haja mais crianças e jovens necessitados a receber livros. Começaremos por ajudar a Associação da Boa Vontade de Alcains, mas, dependendo dos contributos, podemos ir mais longe. Veja os livros que tem em casa, escolha um que possa dar e deixe-o na caixa colocada na biblioteca (até 5 de Dezembro). Quem o receber sentirá mais de perto o significado do Natal.

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Projecto Andakatu em Alcains

É hoje, dia 12 de Novembro que nas bibliotecas escolares do nosso agrupamento terá lugar a invasão pelo homem pré-histórico.
O projecto Andakatu desenvolvido pelo Museu de Arte Pré-histórica e do Sagrado de Mação vem mostrar aos nossos alunos como se vivia e pensava há milhares de anos atrás. Trata-se de uma iniciativa que vai permitir aos alunos ficar a entender, na prática, como era a vida dos nossos antepassados. Não percas tempo e vem assistir a esta invasão !

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Desafio do mês de Novembro - 3º ciclo e Secundário

O autor que se encontra em destaque este mês nasceu numa localidade algarvia que contém o nome de um santo. Porém, o nome próprio desse santo não é o mesmo por que ficou conhecido...

Vem até à tua biblioteca e participa !!!

Desafio do mês de Novembro - 1º e 2º ciclos

O autor que se encontra em destaque este mês já recebeu um prémio num país da América Central. Se o menino que está na capa do livro desse autor chamado A casa da poesia vivesse nesse país, teria na cabeça, em vez de um livro, um chapéu especial...

Vem até à tua biblioteca e participa !!!

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Jorge Jorge Letria - autor do mês ( 1º e 2º ciclo)

Jornalista, poeta, dramaturgo, ficcionista e
autor de uma vasta obra para crianças e jovens, José Jorge
Letria nasceu em Cascais, em l951.
Estudou Direito, História e História de Arte na Universidade
de Lisboa, para além de ter formação superior em jornalismo internacional. Foi, desde 1970 e até Dezembro de 2003, redactor
e editor de jornais como Diário de Lisboa, Diário
de notícias e Jornal de letras, tendo sido, igualmente, professor
de jornalismo, experiência da qual resultou a publicação
de três livros. Foi autor de programas de rádio
e de televisão, destacando-se, a esse nível, a sua participação, durante vários anos, na equipa de criadores da Rua Sésamo.
Foi também correspondente de jornais estrangeiros e autor de textos
para programas
de rádio(...)

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Tertília - 3 de Novembro de 2009

Com a presença de dezena e meia de adeptos dos livros,
seus mundos e subtilezas, teve lugar ontem a primeira sessão das nossas tertílias. À alegria das palavras e das
suas leituras juntaram-se os já tradicionais e saborosos elementos culinários. Não falte à próxima sessão.

terça-feira, 3 de novembro de 2009

"Tertília-partilha de leituras" - 3 de Novembro, 17 horas


Decorre hoje a partir das 17 horas a primeira sessão da nossa tertília,
na biblioteca escolar da escola sede do agrupamento. Apareça e traga
a(s) sua(s) leitura(s).


sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Sombras Chinesas

No âmbito das actividades em desenvolvimento na biblioteca escolar
do edifício II, esta semana tivemos a oportunidade de assistir a um belísssimo
trabalho de sombras chinesas, a cargo da professora Piedade
e da professora Lucinda. Os alunos não se amedrontaram e aproveitaram para experimentar.
Desta vez o tema foi sobre a lenda de S. Martinho...sendo que já
estamos a aguardar por novidades.

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Novo livro de Dan Brown

Goste-se ou não, queira-se ou não, o autor é um sucesso e os livros vendem-se que nem ginjas por esse mundo fora. Como nem só de verdadeira erudição vive uma biblioteca, fica a sugestão para uma erudição light que, pelo menos, mal não faz. E sempre ajuda a passar o tempo (para quem o tem ou o inventa), para além de garantir algumas aprendizagens curiosas. Desta vez, o cenário é o da maçonaria americana e a história, já talhada para um novo blockbuster cinematográfico, está recheada de aventura, mistério e acção.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

À descoberta da biblioteca...

Ao longo do mês de Outubro têm vindo a decorrer
as visitas guiadas às diferentes bibliotecas do nosso Agrupamento. Esta iniciativa foi organizada com os professores para divulgação dos três diferentes espaços de biblioteca do agrupamento aos alunos, para que estes conheçam o seu modo de organização e funcionamento.
Esta actividade tem sido posta em prática com as turmas do 1.º, 2.º, 3.º, 4.º, 5.º e 7.º anos de escolaridade.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Nova obra de António Lobo Antunes


Depois de Saramago e do seu Caim, um grande autor para um curto título, chegou a vez de António Lobo Antunes. Neste caso temos um título com o tamanho adequado à grandeza do escritor: Que cavalos são aqueles que fazem sombra no mar? será lançado no dia 22 de Outubro e o autor já deixou algumas indicações sobre o que nele poderemos encontrar.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Prémio Editora Leya 2009 - João Paulo Borges Coelho


Foi atribuído ao escritor moçambicano João Paulo Borges Coelho, historiador de formação, o prémio de 2009 atribuído anualmente pela Editora Leya.

"Tertília-partilha de leituras" - 3 de Novembro (actualização)

Devido à realização das reuniões intercalares dos conselhos de turma, a actividade "Tertília - partilha de leituras" será adiada para o dia 3 de Novembro, Terça-feira, pelas 17 horas. Contamos com a compreensão e a presença de todos os interessados.

José Saramago apresenta novo livro


José Saramago escreveu um novo livro, Caim, lançado esta semana durante a inciativa "Escritaria", que decorre por estes dias em Penafiel. Sendo a obra de assunto religioso (essa é pelo menos a sua inspiração) e o autor José Saramago, a polémica veio logo a seguir, retomando as questões colocadas há 18 anos aquando do lançamento do Evangelho segundo Jesus Cristo. Polémicas à parte, o livro aí está e esperamos tê-lo em breve na nossa biblioteca.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Oficinas de leitura e escrita


Gostas de ler e de escrever?
Não tens hábitos de leitura nem de escrita, mas até gostavas de experimentar ?

A biblioteca tem algo para ti.
Inscreve-te nas actividades que se vão realizar no início das tardes de
Quarta-feira e verás que te vais divertir e empregar bem o teu tempo.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Actividade "Largar tudo para ler"


Muita atenção !!!
Na próxima 3ªfeira,
13 de Outubro de 2009, às 11:15.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Prémio Nobel da literatura 2009 - Herta Müller

O prémio Nobel da literatura foi entregue pela Academia Sueca à escritora alemã de origem romena Herta Müller. Trata-se de um nome pouco conhecido entre nós, mas do qual entretanto teremos oportunidade de ouvir falar muito mais certamente. Já escreveu obras de poesia, ensaio e romance e tem como tema recorrente a denúncia das condições de vida na Roménia no período da ditadura de Ceausescu.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Obra "Jovens com saúde"

No dia 7 de Outubro, 4ª feira, pelas 16h30, será lançada a obra Jovens com saúde, elaborada em co-autoria e coordenada pelo Prof. Daniel Sampaio e pela Dra. Margarida Gaspar de Matos. A iniciativa decorrerá no auditório da Escola Básica Integrada João Roiz de Castelo Branco.

Iniciativa "Há vida na Biblioteca..."

Foi lançada a iniciativa "Há vida na biblioteca" a partir da articulação entre o Plano Nacional de Leitura e a revista Visão Júnior. As actividades propostas são muito interessantes e os prémios igualmente interessantes. A adesão à actividade implica a existência de um professor responsável que trabalhe com uma turma pelo menos nas três fases previstas.
Faça uma visita em

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Actividade "O leitor mais fiel"


No presente ano lectivo terá lugar uma nova actividade designada "O leitor mais fiel".
Visita
a biblioteca da tua escola e participa !

1. Definição
1. “O leitor mais fiel” é uma iniciativa de carácter contínuo proposta pela Biblioteca
Escolar (BE) aos alunos do agrupamento em três escalões: 1.º Ciclo do Ensino Básico;
2.º Ciclo do Ensino Básico;
3.º Ciclo do Ensino Básico e Ensino Secundário.
2. Como o nome escolhido indica, trata-se de uma actividade de fidelização de
leitores ao espaço e ao fundo documental da BE. Os alunos participam voluntariamente
na actividade, solicitando a ficha de leitura que serve de suporte à actividade aquando
da requisição de um livro para leitura domiciliária e procedendo à sua entrega no
momento de devolução do livro.

2. Objectivos
A actividade “O leitor mais fiel” tem como objectivos:
a) Promover o interesse dos alunos pelo espaço e pelo fundo documental daBE,
motivando-os para a criação de hábitos de leitura autónoma e voluntária;
b) Promover o intercâmbio entre leitores no seio da comunidade escolar, mediante a
criação e alargamento de uma rede de contactos entre os utilizadores da BE.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

2008/ 2009 em imagens e o início de um novo ano lectivo

No início de um novo ano lectivo cheio de novidades, aqui ficam algumas
das imagens do trabalho desenvolvido no ano lectivo anterior.
Não se esqueça de nos visitar e procurar novas viagens nas bibliotecas do
Agrupamento de Escolas de Alcains.

sábado, 20 de junho de 2009

1ª Semana do Agrupamento (15 a 19 de Junho) Maratona do conto

No decurso da 1ª Semana do Agrupamento José Sanches de Alcains
teve lugar na passada 5ª feira, 18 de Junho, a Maratona do Conto. A actividade
decorreu nas salas 1.5 e 1.6 do edifício II do nosso agrupamento e
contou com a presença de alunos do pré-escolar, 1º, 2º e 3º ciclo.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Semana do Agrupamento (BECRE, 5ª feira, 18 de Junho)

No âmbito da semana do Agrupamento José Sanches,
na manhã da próxima 5ª feira, 18 de Maio terá lugar na sala 1.5
"A maratona do Conto" e pelas 17 horas mais uma sessão do
"Partilha de leituras", desta vez a decorrer no edifício II do nosso Agrupamento.
Participa nas actividades !

terça-feira, 9 de junho de 2009

Vencedor da 1ª sessão do Enigma da Biblioteca Escolar (edifício II)

O aluno Pedro Castro da turma C, 5º ano foi o vencedor
da actividade "Enigma" da Biblioteca Escolar, edifício 2 do
nosso agrupamento. Os nosso parabéns ao aluno vencedor,
bem como a todos os alunos que participaram.

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Partilha de Leituras (adiamento da sessão)

Não se irá realizar a 4ª sessão do
Partilha de leituras na data inicialmente
prevista (quinta-feira, 28 de Maio pelas 17 horas).
Oportunamente será divulgada nova data.
Bem haja pela compreensão.

terça-feira, 26 de maio de 2009

Um portal também de livros...


Um portal interessante para procurarmos
um pouco de tudo, inclusive os nossos
amigos livros !
Boas pesquisas !

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Partilha de leituras (4ª sessão) 28 de Maio de 2009, às 17:00


Na próxima quinta-feira, 28 de Maio pelas 17 horas terá lugar a 4ª sessão da Partilha de Leituras na Biblioteca Escolar da Escola sede do Agrupamento José Sanches de Alcains. Esta actividade está aberta à participação de toda a comunidade escolar e propõe a leitura de excertos de livros que nos marca(ra)m as vidas. Seja pois, novamente, bem-vindo e traga um livro, partilhando as suas leituras.

terça-feira, 12 de maio de 2009

Biblioteca de livros digitais












A sugestão de hoje é a biblioteca de livros digitais !
Nos dias de hoje, os nossos amigos livros podem também ser lidos assim.
Experimenta !

"Integrado nas múltiplas acções do Plano Nacional de Leitura, a Biblioteca de Livros Digitais é um espaço dinamizador de iniciativas relacionadas com leitura e a escrita, que se assume como um agregado de livros de autores consagrados e aprovados pelo Plano Nacional de Leitura e, em simultâneo como um repositório de trabalhos realizados por pessoas interessadas em criar outros textos motivados pelo livro que acabaram de ler.

A Biblioteca de Livros Digitais é uma iniciativa Web 2.0, estruturada pela agregação de um número considerável de projectos individuais partilhados, entretecidos numa teia dinâmica de ligações e RSS.

A Biblioteca visa criar um espaço comunitário na Internet, que se situa para lá do conceito tradicional de lugar da publicação na rede, entendido como mero repositório de trabalhos.

A Biblioteca é um lugar de partilhas, de troca de experiências, agregador de todos quantos promovem e usufruem do prazer de ler e estão interessados em alargar o seu ciclo de amigos e conhecidos."

in http://e-livros.clube-de-leituras.pt/index.php

terça-feira, 5 de maio de 2009

Um blog sobre livros e biliotecas...


A sugestão de hoje é sobre um blog.
Um blog que trabalha em torno dos livros
e dos filmes.
Aqui fica o convite para o visitar:
http://bibliofilmes.blogspot.com/

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Exposição de marcadores (Biblioteca da EB2)

Depois da escola sede e até meados de Maio, na biblioteca escolar do edifício II do nosso agrupamento estará patente , a exposição relativa ao concurso de marcadores sobre o tema "O amor é..." ! Venha visitar-nos e apreciar dezenas de marcadores feito pelos alunos do nosso agrupamento.

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Encontro com a escritora Luísa Fortes da Cunha (2ª feira, 27 de Abril de 2009)

Na próxima segunda-feira, 27 de Abril, às 10:30 terá lugar um "Encontro com a escritora Luísa Fortes da Cunha", no auditório do Instituto Português de Juventude de Castelo Branco e organizado pelo Agrupamento de Escolas de Castelo Branco.
Aqui se disponibiliza um link de um blog sobre a autora http://teodora-luisafortescunha.blogspot.com/

terça-feira, 24 de março de 2009

Partilha de leituras (19 de Março - 3ª sessão)


Na passada quinta-feira, 19 de Março de 2009 teve lugar na biblioteca escolar
da escola sede do nosso agrupamento, a 3ª sessão do partilha de leituras.
À semelhança das duas sessões anteriores, os nossos leitores deram espaço
ao diálogo e à troca de ideias sobre os livros, os seus mundos, linguagens e
particularidades.
Esteja atento e participe na próxima sessão.

segunda-feira, 23 de março de 2009

Exposição dos marcadores do concurso "O amor é..."


Na biblioteca escolar da escola sede estará patente até ao final de Março, a exposição relativa ao concurso de marcadores sobre o tema "O amor é..." ! Venha visitar-nos e apreciar dezenas de marcadores feito pelos alunos do nosso agrupamento.

segunda-feira, 16 de março de 2009

PROJECTO ESCRITA CRIATIVA

De entre outras funções da escrita, realçamos, neste projecto, a função de escrever para criar, tentando desenvolver, nos alunos, uma relação positiva com a escrita.É tarefa da escola tornar os alunos capazes de criar textos que lhes dêem acesso às múltiplas funções que a escrita desempenha na nossa sociedade.
Assim, convictos da necessidade de contribuir para a educação e formação harmoniosa dos alunos, pretendemos com este trabalho estimular o imaginário, as percepções e interpretações das crianças sobre o mundo que as rodeia, aprendendo a traduzir os seus pensamentos e opiniões e a descoberta de uma sensibilidade criativa, através da actividade lúdica da escrita.
Este projecto foi desenvolvido no Agrupamento de Escolas José Sanches de Alcains, em dois momentos, envolvendo os alunos do 1º e 2º ciclos.

O 1º momento decorreu, durante o 1º período, com os alunos dos 3º, 4º e 5º anos. A actividade desenvolvida foi o "Jogo das Profissões/Escrita Lúdica". Os alunos participaram com muito entusiasmo, manifestando o desejo de repetir, pois a motivação pelo humor, levou os alunos a realizá-la com alegria...


O 2º momento decorreu, durante os meses de Fevereiro e Março, com a participação dos alunos dos 1º, 2º e 6º anos. Foram propostas duas actividades de escrita, adequadas aos diferentes níveis. No 1º ciclo, os alunos produziram uma poesia e os de 6º ano foram ao encontro do final de um texto apresentado. As actividades foram do agrado de todos, resultando em trabalhos bastante criativos...



Encontram-se, para votação, neste blog, os textos dos alunos do 6º ano.
Brevemente introduziremos a aplicação da sondagem.
Professoras: Teresa Henriques e Margarida Santos

PROPOSTA: Escrita Criativa 6º Ano EB II de Alcains

À PROCURA DO FINAL

Era uma vez uma menina chamada Lara. Mas esta menina não era como as outras.
Enquanto elas brincavam com as borboletas de todas as cores, a Lara ficava a olhar de longe.
Um dia, tentou aproximar-se de uma borboleta mas ela fugiu.
- Ninguém quer ser minha amiga! - disse a Lara a chorar.
Então, correu para a floresta porque não queria ver ninguém.
A noite chegou mas ela tinha corrido tanto que não encontrava o caminho de volta. De repente, lá ao fundo, avistou uma luz estranha. Intrigada…_____________________________________________
6ºA - Salvador Nuno A. Duarte

Intrigada, aproximou-se sigilosamente, surpreendida por tão estranha aparição e, de olhos semicerrados, fitou a luz, incrédula. À sua frente agigantava-se um esplenderoso país, de criaturas aladas e resplandecentes. Na verdade, eram maravilhosas borboletas gigantes que dançavam e cantavam levianamente, envoltas na maior harmonia possível.
Lara abriu a boca de espanto e beliscou-se -estaria a imaginar coisas?! Mas não, a visão maravilhosa continuou, mais nítida do que nunca. Lara acocorou-se perto de uma das borboletas e esta olhou-a, altivamente.
_Que fazes tu aqui, bonita Humana?
Lara admirou-se por a ouvir falar e, muito timidamente, respondeu:
_Estou perdida, cara borboleta. tenho fome e frio e não sei o caminho de volta para minha casa... Ajuda-me, por favor!
A borboleta sorriu-lhe e envolveu-a com as suas delicadas asas maravilhosas, cobertas de um leve aroma a agulhas de pinheiro, cobertos pelo orvalho matinal.
Lara acordou, com os olhos ofuscados por uma luz cor-de-rosa e viu, para seu enorme espanto, que repousava calmamente, na sua fofa cama quentinha. Ela suspirou profundamente:
_Foi só um sonho!
Mas, de soslaio, uma folha de papel encantado poisou-se-lhe no rosto e ela abriu-o, inquirindo-se de que se trataria. A letras delicadas, lia-se:" Serei tua amiga para sempre!"E disposto no canto inferior da folha, o símbolo de uma borboleta, tinha sido desenhado, debilmente...

6º B- Raquel Alexandre R. Martins

Intrigada foi ver do que se tratava. Eram muitos pirilampos, muitos, muitos, muitos... que, por mais estranho que pareça lhe disseram:
_Olá, Lara!
Lara ficou muito surpreendida por ver pirilampos faladores e, muito mais, por saberem o seu nome!
_ Como sabem o meu nome?
_ Nós temos andado a acompanhar-te, por isso o sabemos. Queres ser nossa amiga? Nós podemos emprestar-te a nossa casa, mas com a condição de cozinhares para nós e fazeres umas limpezas...
Lara aceitou as propostas dos pirilampos e seguiu-os até à sua casa.
Quando entrou, qual foi o seu espanto!? A casa estava toda desarrumada. Resolveu meter mãos à obra e deixou tudo limpinho. Em seguida preparou o jantar para os seus novos amigos pirilampos.
Passados alguns dias começou a ter muitas saudades de sua casa e da sua família. Perguntou, então, aos seus amigos se sabiam o caminho e se a podiam levar de volta à família. Eles concordaram, agradeceram-lhe pela ajuda e contaram-lhe um segredo:
_ Sabes, as borboletas têm de ser acarinhadas para se poder brincar com elas!
Em seguida, ensinaram-lhe o caminho de volta e Lara, muitop feliz, passou a tratar melhor as borboletas e fez as pazes com as suas amigas.
6º C - Diogo Martins
Intrigada foi ver o que era. De repente, ouviu um estranho latido. Eram os lobos. Estavam a chegar, cada vez mais depressa. Lara já estava muito cansada. Os lobos chegaram e queriam comê-la quando, como que por magia, apareceu uma borboleta verde, florescente, muito grande, que pegou nela e levou-a para o mundo das borboletas.
Quando lá chegaram, Lara nem queria acreditar no que via, pois era um país feito de ouro!
Assim que meteu os pés no chão, começou logo a querer tirar o ouro, pois Lara era pobre. Então chegaram os soldados borboleta que disseram:
- Vais presa e a julgamento, pois não se pode tirar o ouro do nosso país.
Lara foi presa numa cela, que também era de ouro. Como iria sair dali?!...
Foi então que se abriu um buraco no chão e surgiram duas borboletas mineiras. A menina, de um salto, foi para dentro do buraco que iria dar à liberdade, pensava ela…
Quando saiu do buraco ouviu o seu estômago fazer um estranho ruído… estava cheia de fome. Foi a uma taberna, só que o comer das borboletas era: sumo de ouro, arroz de ouro, etc… Lara foi-se logo embora dali e começou outra vez a chorar:
- Quero ir para casa!
Foi então que a mesma borboleta, grande e de cor verde florescente, apareceu e lhe disse:
- Se queres voltar para casa tens de conseguir montar-me, ok.
- Ok. – disse Lara.
Então, Lara tentou subir para cima da borboleta. Era muito difícil de montar, ela mexia-se e remexia-se até mais não. Lara, cansadíssima, disse:
- Eu desisto!
- Nunca desistas. – disse a borboleta.
- Tu nunca me conseguirias montar, pois, até agora, ninguém conseguiu. Mas vou levar-te a casa. – disse a borboleta.
Pegou em Lara e, em vez de pô-la na floresta, colocou-a em casa.
E assim acaba esta história.
6º D - Inês Vilela Bispo
Intrigada aproximou-se até chegar ao pé da luz. Atarantada, por ela ser tão forte, não conseguia abrir os olhos. A luz foi diminuindo de intensidade até desaparecer. Quando Lara abriu os olhos estranhou que uma luz tão forte tivesse desaparecido de repente.
Lara estava curiosa para saber que luz era aquela e decidiu ir à sua procura.
Andou, andou até que a luz surgiu novamente. Lara agarrou-a, não a deixou e correu para casa… Mas, lembrou-se que estava perdida.
Então, procurou um lugar seguro, abriu a sua mão e deixou sair a luzinha que, para seu espanto, era uma fada. A fada e Lara, depois de falarem, ficaram muito amigas. Foi a fada que a ajudou a voltar para casa e Lara agradeceu-lhe muito.
A fada, todos os dias, vai à casa de Lara para brincarem.
Agora, Lara já não anda triste por não ter amigos.

6º E - Ana Catarina A. Teixeira

Intrigada, pensou que fosse uma luz normal, mas foi lá ver o que era…
Então viu qualquer coisa a brilhar, cada vez mais perto, e assustou-se, porque era uma gata com os olhos a brilhar à noite.
Continuou, com muito medo e a chorar, até que apareceu uma senhora e ela pediu-lhe ajuda. Era uma fada que, com a sua varinha mágica, lhe indicou o caminho para casa.
Depois, ficou muito feliz e arrependeu-se de ter ido para a floresta.